A série Brave Women entrevista

Fran Matsumoto

Fran Matsumoto Ilustrações

Vale do Paraíba - Brasil

O amor pelas histórias levou Fran a mudar de rumo de uma carreira na biologia para a ilustração de livros infantis. Apaixonada pelo folclore e a diversidade brasileira, ela cria conteúdos de relevância ambiental especialmente voltados para as crianças. Tudo em aquarela, lápis de cor e grafite. Uma obra de arte pra se deleitar, dessas de viajar na imaginação namorando cada pincelada.

Como você descreve o que faz? Conte um pouco sobre o seu negócio.

Trabalho criando imagens que ajudam crianças a imaginar histórias. No meu tempo livre, gosto também de criar histórias para ajudar crianças a sonhar com imagens.

Minha paixão são os livros para a infância e quadrinhos. Trabalho principalmente com materiais analógicos como aquarela, lápis de cor e tudo que suja a mão! Publiquei meu primeiro livro autoral “TATÁ” pela Edições Barbatana em 2020.

Como foi o começo? Você já sabia exatamente o que queria ou as coisas foram acontecendo mais organicamente, de uma forma evolutiva?

Desenho desde pequena, sempre foi minha paixão desenhar e sempre gostei muito de livros. No entanto, sou de uma cidade pequena do Vale do Paraíba e, normalmente no interior a gente não tem ideia que dá para trabalhar com ilustração, eu achava que era algo que só se fazia fora do Brasil… Por isso fui fazer graduação em Ciências Biológicas na USP e, morando em São Paulo capital, por conta do curso de biologia, descobri que era possível trabalhar com isso e oportunidades em ilustração foram sendo abertas. Desde então, sigo estudando e trabalhando com o que eu sempre amei: desenhos e livros.

Fran retrata a biodiversidade brasileira

Como é sua rotina de trabalho? Como é um típico dia de trabalho seu?

Costumo estudar no começo da manhã (pois nessa área a gente precisa ter uma evolução constante) e trabalhar de manhã e de tarde (às vezes de noite também). Me esforço ao máximo para descansar em algum período do dia, pois já tive momentos de burn out...

Qual a melhor parte e a maior dificuldade relacionada ao seu trabalho?

Acredito que a maior dificuldade seja trabalhar sozinha e, em muitos momentos, acabar me distanciando socialmente, tem que ficar sempre atenta para não deixar isso acontecer. Mas a melhor parte provavelmente é quando você termina um projeto ou uma ilustração que te dá orgulho, que você vê materializado e fazendo a diferença, inspirando pessoas ou só te fazendo feliz mesmo.

Fran na sua mesa de trabalho

Qual o papel da criatividade na sua vida e no seu trabalho? O que significa para você viver uma vida criativa?

Quando eu era pequena, me falavam que eu tinha criatividade. Quando cresci tive medo dela, pois não queria falhar. Agora vejo que a criatividade está em todo mundo. Ela vai crescendo aos poucos com você, junto dos livros que lê, das coisas que aprende, das experiências que vivencia e, se você se permite ouvi-la, ela te transforma numa pessoa em constante busca atrás de novas experiências, novas histórias e formas de contribuir com o mundo, do seu jeito único.

Veja mais

Pra ver mais do lindo trabalho da Fran acesse o website, seu portfólio no Behance ou siga nas redes sociais: Instagram, Twitter e You Tube.